Caridina woltereckae

Ir em baixo

Caridina woltereckae

Mensagem  Rodolfo Silva em Qua Ago 17, 2011 11:26 am

Caridina woltereckae

Caridina woltereckae
K. Von Rintelen (Ex Zitler) & Y. Cai, 2006.





Família:

Caridina

Nomes comuns:

• woltereckae

Nome científico:

Caridina woltereckae

Origem geográfica:

Sudoeste do Lago Towuti, a maioria dos lagos do sul Malili na ilha Sulawesi, na Indonésia.

Tamanho:

Macho= 1 a 2,5cm Femea= 1 a 2,5cm

Temperatura:

Entre 27 a 29 ° C

PH:

Entre 7,5 a 8,5

GH:

4 - 8

Características:

Apresenta uma coloração incrivel. A disposição das barras vermelhas e a forma do rostrum muito pronunciadas recorda alguns camarões marinhos ( ex: Rhynchocinetes durbanensis ).
O fundo da coloração translúcida do Caridina woltereckae está decorado com três barras verticais vermelho / ocres sobre o cefalotórax. A extremidade dos péréiopodes exibem uma coloração vermelho a laranja. O topo da cabeça é enfatizada por uma barra vertical vermelha / ocre que se prelonga ao redor do olho e dos caules antennulaires antennaire que são bem desenvolvidos.
Os ovos de cor negra são relativamente grandes (0,8-0,9 x 0,4-0,6 mm), o que sugere um ciclo de reprodução directa.

Comportamento:

Espécie gregária, devem ser mantidas pequenas colónias. Tendo sido relatado até 137 exemplares em uma única esponja.

Diferença sexual:

Desconhecido

Alimentação:

Difícil devido a uma possível interdependência * com uma esponja de água doce. Eles utilizam as cavidades da esponja como um refúgio e aproveitam
as inerentes acumulação de diatomáceas como abastecimento alimentar.

Reprodução:

São de ordem superior, mas pelo tamanho dos ovos nascem poucos por ninhada ( entre 8 a 12 indivíduos )

* o número máximo de espécimes encontrados em um único exemplar de esponja foi 137 (média de 28,73, n = 15 esponjas examinados).
“ Os camarões parecem utilizar as cavidades da esponja como abrigo e as suas inerentes acumulação de diatomáceas como um abastecimento alimentar (Zitzler & Cai 2006), indicando, assim, bastante comensalismo. No entanto, nossas observações até agora não nos permitem colocar uma decisão definitiva quanto ao comensalismo versus alternativas, tais como o mutualismo ou parasitismo. “

Alteração do nome e o agradecimento ao membro Labutes77 por ter detectado o erro

"a caridina "spongicula" esta mal identificada. as fotografias retratam caridina woltereckae , muito confundida com o spongicula. as duas eram classificadas como uma so especie, a spongicula , mas ja foi determinado que de facto sao duas especies distintas.

deixo em baixo um documento com a identificaçao de especies do sulawesi , pode comparar as duas especies nas paginas 405,406 spongicula e 420,421 woltereckae."

Abraço
avatar
Rodolfo Silva
Administrador

Mensagens : 67
Data de inscrição : 09/08/2010
Idade : 44
Localização : Caldas da Rainha / Entroncamento

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum